MULTI-TAREFAS?

NÃO OBRIGADO

Multi-tarefas? Não, obrigado!

A nossa sociedade ocidental, sem querer, sem ser por mal, criou muitos conceitos que, aparentemente normais, não o são! Ser “multitarefeiro”, por exemplo, é um deles!

O chamado “Multitasking” origina erros, uma baixa performance e um elevado nível de stress que não faz bem a ninguém. O avanço na tecnologia ao nos proporcionar acessibilidade constante, e rápida, ao mundo foi e é bom mas tem sido um mestre neste mau hábito.

Parece que quem consegue estar/ser apressado e fazer inúmeras “coisas” ao mesmo tempo é que fica com a medalha. Bom, mas os cientistas que estudam estas temáticas já descobriram que não é nada saudável e a Organização Mundial de Saúde também diz: «Parem com isso!»

E, nós explicamos-lhe porquê:

O termo “Multitarefa” é um pouco (muito!) ilusório. Na verdade, o cérebro processa a informação em série e não ao mesmo tempo.

Só que, como a processa de forma tão rápida, nós não damos por isso e julgamos que a mente está a gerir, tudo, simultaneamente. Mas não! Está provado que quando passamos, mentalmente, de uma tarefa para outra (já damos um exemplo) há uma pequena pausa que vai de 0,2 a 0,5 segundos!

Por exemplo, quando estamos a conduzir e estamos a falar ao telemóvel, mesmo que em alta voz, o que acontece é que a nossa atenção vai do “conduzir” para o “ouvir” a conversa e conseguir responder e depois vice-versa, isto em milésimos de segundos. Não é em simultâneo!

É por isso que, caso aconteça alguma coisa na estrada, que requeira a nossa reação rápida (atravessou-se um gato), esta ultima possa ficar mais lenta e deixamos de ouvir quem estava a falar… «Diz lá outra vez…». E vice-versa…

Para além disso, a nossa querida amígdala (que dá o alerta ao organismo para fazer a resposta ao stress) quando estamos muito tempo em “multitasks” também “dispara” porque não “sabe o que se está a passar”, só lhe está a ser transmitido que estamos a fazer muita coisa ao mesmo tempo:  «Estará em risco de vida?.. Então, preparar, fogo! Disparar adrenalina, cortisol, etc.» 

Logo, o nível de stress aumenta na proporção da quantidade de “coisas” que estejamos a fazer ao “mesmo tempo” e o foco diminui… assim como, obviamente, a produtividade!

Se quer começar a diminuir o seu nível de stress, garantimos-lhe que pode começar já por evitar o “multitarefismo”! Sabemos que não é fácil mas com persistência vai conseguir e sentir, desde logo, os efeitos benéficos deste ato. Demorará um pouco mais a cumprir algumas tarefas mas vale a pena porque a produtividade e o foco aumentam!

Aqui as dicas são muito simples e óbvias. Por exemplo:

  • Fale ao telemóvel antes ou depois de conduzir. No máximo aproveite estar “presa” no trânsito para o fazer;
  • Fale ao telemóvel antes ou depois de ler e-mails e, ou, mensagens ou de responder aos mesmos.

Toleram-se as multitarefas simples como ler uma mensagem e mexer um tacho ao mesmo tempo. Porém, coisas como o acima descrito, são mesmo de evitar. Trate da sua mente… todo o seu organismo agradece!

Escola de Mindfulness Essencial 
Por Vanda do Nascimento
Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Pin on Pinterest0Share on Reddit0Share on Tumblr0