SOL SAUDÁVEL

Vamos ter uma relação saudável com o sol?

Não só no auge do verão, nem nos dias de praia e muito menos não só quando a pele demonstrar sinais de velhice. A nossa pele é para ser tratada todo o ano, para um aspeto bonito mas principalmente um verdadeiro cuidado interior. É por isso que não me canso de vos alertar para o uso de protetor solar.

Sabem que o cancro da pele é indolor? É por isso que muitas vezes é diagnosticado tarde de mais. Mas mesmo não falando em casos tão extremos, uma pele estragada e com aspeto envelhecido deve-se à falta de cuidados com o sol. E eu sei que todas querem um bronze invejável – eu também não fico de fora desse desejo tão comum! – mas nada como ganhar o nosso tom de verão de uma forma saudável, pois de que nos serve estar morenas se a pele está estragada e descuidada?

Há cuidados óbvios, como usar protetor solar não só na praia, mas sempre que estivermos expostas ao sol e reforçar a sua aplicação nas horas de maior calor. Mas os cuidados começam antes disso: na compra do produto mais indicado a cada caso.

Comecemos pelo Fator de Proteção Solar: é isso que significa o famoso FPS que vemos em todas as embalagens e que indica o nível de proteção que o protetor solar tem sobre o filtro solar. Quanto maior o FPS, maior a proteção.

Claro que a proteção de cada protetor solar depende de fatores como o horário a que nos expomos ao sol ou a quantidade de vezes que vamos à água, mas para facilitar, associem o nível de FPS ao vosso tom de pele. Quanto mais clara a pele, maior a necessidade de proteção, claro, pois as peles mais morenas têm uma defesa natural ao sol (o que não implica que prescindam do uso do protetor, atenção!)

Em segundo lugar, e ainda na fase de compra do protetor solar perfeito para o vosso caso, procurem um produto que proteja não só dos raios UVA como dos UVB: há muitos produtos que protegem a pele apenas dos raios UVA, que são os responsáveis pelo bronzeamento da pele, bem como do envelhecimento da mesma. Já os raios UVB, embora digam respeito a apenas 5% dos raios que atingem a terra, são muito potentes, sendo os responsáveis pelas queimaduras solares. Ou seja, um protetor solar que defenda a nossa pele destes dois tipos de raios é uma arma mais completa.

Esclarecidos os pontos sobre as partes mais técnicas, importa também ter em conta o tipo de pele. Se temos pele tendencialmente oleosa, um protetor solar em spray poderá ser mais indicado, enquanto que um creme de textura mais fluida poderá ser preferido por quem tenha pele mais seca ou mista. Mas aqui depende muito do gosto de cada um, e do que cada uma achar ser mais simples de se aplicar.

Mais: um protetor de rosto é diferente de um de corpo. Porquê? Tendencialmente o creme de corpo é mais oleoso, uma textura que não deve ser usada no rosto, que é por natureza a parte do corpo mais oleosa. Além disso, é mais intenso, pois o corpo fica dentro de água mais tempo que o rosto. Por outro lado, o protetor solar de rosto, além de proteger a pele dos raios solares, conta com outras características especialmente pensadas na pele facial como hidratação, ativos que retardam o envelhecimento da pele e controlo da oleosidade da pele.

Os cremes de rosto e corpo são os maios comuns, mas há todo um mundo de protetores específicos, como para os cabelos, lábios e mesmo para as mãos! Sejamos honestas, não é isso que nos fará ir demasiado carregadas para a praia, e vale mesmo a pena ter estes cuidados específicos.

Por fim, as dicas mais práticas: se vão fazer exercício físico ao ar livre, passear ou mesmo para o trabalho, o protetor solar não deve ser esquecido. Em casos de exposição solar mais intensa – onde a praia é o cenário mais óbvio – aplicar o protetor solar cerca de 15 minutos antes da exposição solar e repetir a aplicação no máximo de duas em duas horas, dependendo do período em que estiverem ao sol.

Esclarecidas? Apenas mais um ponto: a lista de cuidados pode parecer extensa, mas o sol é mais que indispensável à vida. Tem um poder incrível sobre o humor, podendo servir como “medicamento” natural a estados depressivos. Além disso, relaxa o corpo e até ajuda à fixação de cálcio nos ossos. Por isso, não estou a convidar ninguém a esconder-se deste poderoso amigo, apenas a garantir que tomem os devidos cuidados, para que a curto e longo prazo gozem do sol a 100%.

 

Share on Facebook136Tweet about this on TwitterShare on Google+0Pin on Pinterest0Share on Reddit0Share on Tumblr0