CRISTINA FOR PRESIDENT

Admiro pessoas trabalhadoras, batalhadoras, e sinto-me inspirada por mulheres assim. Cristina Ferreira veio mudar tudo desde que apareceu. Que mulher!!! Eu admiro a Cristina Ferreira pela sua capacidade de trabalho, por imaginar e criar.  Em tantas conversas que se fala da Cristina Ferreira por qualquer notícia, sempre digo: “Gosto imenso dela”. E isso gera logo um: “A sério?” e eu penso.. porque não? O que tem a Cristina Ferreira?! Eu só vejo coisas boas. É das maiores/melhores comunicadoras que existe, tem uma loja de roupa com as melhores marcas, tem um blogue, tem um perfume, tem um livro, tem uma revista… ela tem tudo. Tem tudo porque ela cria isso, porque trabalha para ter.

Num país onde se está habituado a só se fazer uma coisa e só se ser uma coisa. Ai se eu pudesse…. Faria muito mais! Revi-me na conferência de imprensa da Cristina. Palavras que ela disse, que já sabemos, que foi um soco bem dado. A sério que as pessoas ficam felizes pelo insucesso do outro?  “Ahh se ela fechou foi porque aquilo não vendia nada.” De repente todos tem contactos diretos na investigação e sabem de tudo e quanto vende e não vende. Espetáculo!

Se eu sinto isso na minha vida imagino uma Cristina, que tem muito mais exposição mediática. Sinto isso na minha vida profissional onde há pessoas que questionam como ganho dinheiro com um blogue… sinto isso na minha vida amorosa onde as pessoas não davam nada pelo meu namoro, e entretanto casei-me e ninguém acreditava. Sinto que as pessoas estão mais ocupadas com a vida dos outros do que com a sua própria vida.

Tive o privilégio de fazer duas edições da revista Cristina. Confiei uma sessão fotográfica semi-nua pela lente de um dos melhores fotógrafos portugueses. Porque a Cristina trabalha com os melhores. E dei exclusividade no meu casamento. Até nisso houve polémica. Quando disse que dei exclusividade todos automaticamente pensaram que eu iria ser capa. Mas sempre soubemos que não ia ser capa porque esse mês estava destinado a outra pessoa, há muito tempo. Isso nunca foi um impedimento, e nem sequer uma exigência minha e do Marco. A revista saiu e os comentários que recebi era algo como: “que floop, eram capa e depois não foram”… Nunca me justifiquei perante isso porque sempre fui muito discreta quanto às minhas opiniões e ignoro completamente. Mas li muitas alegrias por isso…

Devíamos estar todos mais unidos. Devíamos desejar sucesso ao próximo. As mulheres deviam ser menos mázinhas umas para as outras. Os valores humanos estão todos trocados.

Admiro o trabalho da Cristina, sigo o blogue e tiro muitas ideias de lá. Gosto dos looks da Cristina, mas tal como a Olivia Palermo tem dias que também não aprecio o seu look.

E com isto escrevo para defender uma pessoa que dentro do seu próprio meio existem pessoas que tem vergonha de dizer que gostam da Cristina. E ao contrário do que alguns possam pensar, não escrevo este post porque amanhã já estou na TVI a fazer uma novela. Não somos todos iguais. Escrevo sem segundas intenções.

Não é fácil ser se ambicioso neste Portugal, onde se questiona tudo. Onde as capacidades femininas são inferiores à dos homens. Onde uma mulher só tem sucesso porque teve de subir na “diagonal”. Onde duvidamos que a beleza esteja associada à inteligência.

Parabéns Cristina, obrigada por seres a voz de tantas pessoas que pensam como tu!

Agora que a Cristina não vai fechar.. já ninguém fala sobre isso?….ups…. 😉

VM

 

Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Pin on Pinterest0Share on Reddit0Share on Tumblr0