SPECIAL OMELETTE

EAT LOVE

É no mínimo cómico como toda a minha vida me lembro de cozinhar ovos, e nunca me lembrei de usar outras especiarias para além da pimenta preta. Talvez seja pela sua simplicidade e por ficarem tão bem praticamente sem tempero que me deixam sem grande vontade de alterar o seu sabor.
Esta receita transporta-me para umas das melhores viagens que fiz, a Marrocos (uma longa história para vos contar noutro post) com origem no povo Berbere.

O povo Berbere tem origem no Norte de Africa e habitam estas terras há mais de 4000 anos. Muitos vivem nas montanhas do Atlas (por onde andei a passear) mas podemos vê-los em toda a zona do Nort ede África, em especial longe das grandes cidades. Auto denominados de Imazighen (homens livres), existem cerca de 20 milhões de pessoas com origem Berbebere só em território marroquino. A sua cozinha é de uma simplicidade indescritível, talvez pelos poucos recursos que foram tendo ao longo do seu desenvolvimento, e também por serem tipicamente nómadas, e esta receita foi sem dúvida a que mais me marcou na minha viagem, pela sua simplicidade e pelo seu sabor peculiar.
Digamos que poderia ser uma versão do Médio Oriente dos famosos Huevos Rancheros mexicanos.

Ingredientes para 2

1 colher de sopa de óleo de coco ou azeite
4 ovos biológicos
2 tomates médios
1 cebola pequena
1 dente de alho
1/2 pimento vermelho
uma pitada de cominhos (o segredo desta receita)
uma pitada de pimenta preta fresca
coentros a gosto

Pré-aqueça uma frigideira anti-aderente. Coloque o óleo ou azeite e adicione a cebola e o alho picados e deixe alourar. Adicione os cominhos e deixe libertar o aroma, de seguida o tomate e o pimento picados. Tape com uma tampa e deixe cozinhar por 5 minutos em lume brando. Retire a tampa e parta um ovo de cada vez colocando no topo da mistura, volte a tapar com a tampa e espere 3 minutos ou até os ovos ficarem com uma película branca no topo (mas crus por dentro). Adicione os coentros picados e sirva com pimenta fresca moída.

Esta receita é um excelente pequeno-almoço, brunch, almoço ou jantar leve, e liga muito bem com um belo chá de menta!

Samanta McMurray

www.eatlovewithlove.com

Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Pin on Pinterest6Share on Reddit0Share on Tumblr0