BOHEMIAN RHAPSODY

 

Não é a primeira vez que parte de uma coleção da Mango se desvia para a onda boémia. E ainda bem.

Vestidos fluidos, brancura imaculada, sapatos e carteiras marcantes para uma primavera leve, de pinceladas de cor e ventos de estilo. Uma ode à dança, ao pormenor, à simplicidade que não é permitida de inverno. Um abraço ao calor, aos tecidos que voam, à vontade que o sol seja mais que um acessório.

VM

Photos: Ivo Lázaro

______

It is not the first time that part of a collection of Mango shifts to the bohemian wave. Thankfully.

Fluid dresses, immaculate whiteness, striking  shoes and purses for a light spring, brushes of color and winds of style. An ode to dance, to detail, to the simplicity that is not allowed in winter. A heat hug, fabrics flying at will and the sun as more than an accessory.

Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Pin on Pinterest0Share on Reddit0Share on Tumblr0